Maktub

Maktub

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Reciclagem


A mão que me cegou os olhos
foi a mesma mão que me estendeu a cura
porque o mal se antecipa ao bem

Por quê teve que ser assim?
porquê só assim eu chegaria até aqui


A escuridao é um degrau da ascensão
e as trevas nos conduz 
a luz
os problemas as solucões
a dor ao amor
a morte à vida

Quando me perdi
foi quando realmente me encontrei
foi quando mais me busquei
foi quando me conquistei


Porque só me perdendo,
e sentindo o vazio dá tua presenca
é que te busco

Busco me encontrar
te encontrar, em mim

aí navego...
pelas tuas palavras
pelas músicas
pelas artes!
pelo silêncio
pelos seus sábios conselhos.

É quando me perco totalmente
que mais me encontro

sábado, 6 de abril de 2013

Recomeço


O trem da vida vai entrando de novo nos trilhos

A espera é a do amor

Um sentido, alguém parecido

Uma vocação

É a busca de sempre...

As pazes comigo mesma
e com tudo o que foi passado

Menos exigência
menos cobrança
e mais leveza...

É hora de um recomeço
Uma reconstrução

Falar já não basta
Vamos viver ...

Enchendo a vida

de novos sonhos, encontros, sentidos e alegria!